5 de maio de 2012

Moda de antigamente


Anos 60 - As moças abandonavam as saias rodadas usadas nos anos 50, atacavam de calças cigarretes, e a grande novidade na moda era a minissaia. Os tecidos apresentavam muita variedade, com estampas e fibras variadas, houve a popularização das sintéticas, além de todas as naturais. As roupas unissex ganharam força e as camisolas sem gola. A mulher ousou usar roupas tradicionalmente masculinas, como smoking e a lingerie alcançou mudanças proporcionando mais conforto no uso de calcinhas e meia calça, tanto para usar com a minissaia, quanto para dançar twist. A maquiagem foi focada ao público jovem, os olhos eram marcados e os batons bem clarinhos.
Anos 70 - Adotaram o estilo Hippie, jeans e calças militares usadas com enormes bocas de sino, tachinhas, bordados e muitos brilhos “Camurças” com franjas; Estilo apache; Estilo safári; Colares de contas miçangas, bijuterias étnicas; Saias e calças de cintura baixa com cintos largos ou de penduricalhos; Estampas florais e psicodélicos em quantidade; Roupas artesanais, materiais naturais e tinturas caseiras; Bolsas de crochê ou com franjas com alças a tiracolo; Botas de camurça e sandálias de plataforma.
Anos 80 - o uso de roupas de ginástica (lycra, sapatilha, polaina) no cotidiano, combinadas a roupas excêntricas e exageradas, com cores cítricas, estampas de animais e, sobretudo muito alegres, foi sem dúvida o grande marco na moda da época.
Anos 90 - As saias cobrem os joelhos e as calças se tornam uma realidade. As roupas do esporte emprestam forma e utilidade. As transparências e decotes em todas as coleções tornam o busto objeto de desejo. Essa é uma década marcada pela diversidade de estilos que convivem harmoniosamente. Adolescentes com seu estilo despojado passaram a usar calças, bermudões e camisas xadrez.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário